terça-feira, 19 de março de 2019

HISTÓRIA DA IGREJA ADVENTISTA, EUA E AMÉRICA DO SUL.

MEDIDAS DA IGREJA ADVENTISTA , ESTADOS UNIDOS, E  DO BRASIL.

Quando falamos de uma nação importante precisamos falar de sua história religiosa. Como falar do judaísmo, sem falar da região de Jerusalém? Assim também não podemos falar do Adventismo sem falar dos Estado Unidos da América. Esta igreja teve um crescimento muito grande em todos os países onde se instalou um missionário. Surge no Brasil quando chega alguma literatura Adventista na língua  Alemã. Já falei sobre isto em outra publicação. 
Mas meu objetivo neste espaço, não seria apresentar toda história dos Estado Unidos da América, assim como não é meu objetivo apresentar toda história do Adventismo no Mundo. 
Este espaço tem o compromisso com o leitor em apresentar as medidas da história que se repetem no decorrer da história, e naturalmente falaremos de algumas medidas da Igreja Adventista, e um pouco de seu progresso no Mundo. 

A medida escolhida neste dia é de 70 anos
Como já disse antes, Deus estabeleceu medidas, para tudo. Jó 38:05 "Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel?"

Não e´novidade á ninguém que o cristianismo judaico em Jerusalém (Igreja primitiva),  em setenta anos criaram uma organização base da Igreja, antes da cidade ser destruída pelos Romanos, no ano 70 de nossa era. Assim eu escolhi a medida de 70 anos para apresentar que não foi diferente com a Igreja Adventista do Sétimo dia, conforme você pode notar nas medidas mais  abaixo. 
Devemos lembrar também que a igreja cristã primitiva teve uma experiência diferente após o ano 70 com a destruição do templo. Assim como a igreja Adventista teve uma experiência diferente após o ano de 1914. Estas medidas  já apresentadas neste espaço, em varias postagens anteriores
https://adventmedidas.blogspot.com/2018/06/medidas-da-historia-e-seu-juizo.html
https://adventmedidas.blogspot.com/2017/06/medidas-da-historia-adventista-do.html

Quero fazer uma comparação simples, assim como existia as  "Cidades de refugio" em Israel, assim os Estados Unidos da América foi um lugar de refugio nos períodos em que faltou liberdade religiosa em outras regiões do Mundo. 
Assim como Jerusalém se tornou o centro da obra cristã a principio, assim também o EUA se tornou o centro da obra  Adventista no Mundo.
Assim como a destruição do templo desvinculou-se os primeiros cristãos da cidade de Jerusalém de forma mais ampla, assim também os Estados Unidos da América favoreceu grandemente o avanço do evangelho com sua Independência. Uma vez que na sua primeira constituição favorecia a liberdade religiosa.
Devemos lembrar que mesmo o Brasil foi influenciado pela atitude dos Estados Unidos da América ao buscar sua independência, levando o Brasil buscar de mesma forma a sua independência.
"A Independência americana teve influência direta sobre as demais lutas no continente americano, pela libertação colonial, sendo que até o início do século XIX (anos 1800), vários movimentos semelhantes ocorreram na região.
Como consequência, a Independência americana também foi responsável por dar o empurrão que acabaria com o sistema colonial nas Américas
."


Para aqueles que acompanham minhas postagens, não é novidade eu iniciar minhas linhas de tempo do ano 1053-1054, e hoje não será diferente. E também não é novidade a ninguém que meu objetivo neste espaço é apresentar que Deus, não o homem, esta no controle de tudo. Não importa quem esta na linha do poder, nada foge ao controle de Deus. Você poderá ver algumas medidas sobre a Igreja Adventista, e os EUA na linha do tempo abaixo.

Em 1774 os colonos se reúnem com objetivo de buscar solução para um empasse, setenta anos depois terminaria o maior período profético apresentado na Bíblia sagrada, os 2300 anos, (457 AC a 1844 DC)

Mas para quem deseja saber um pouco da história da Igreja Adventista Do Sétimo Dia basta fazer a busca na internet. 

https://www.adventistas.org/pt/institucional/os-adventistas/historia-da-igreja-adventista/historia-na-america-do-sul/

https://iasdmeier.webnode.com.br/nossa-historia/ordem-cronologica-da-iasd/

http://www.centrowhite.org.br/iasd/desenvolvimento-cronologico-da-iasd-no-mundo/




1054+722=1776  1776+70=1846  1846+70=1916
1774+70=1844


Primeiro Congresso  e Segundo Congresso da Filadélfia.

Os colonos do norte resolveram promover, no ano de 1774, um congresso para tomarem medidas diante de tudo que estava acontecendo. Este congresso não tinha caráter separatista, pois pretendia apenas retomar a situação anterior. Queriam o fim das medidas restritivas impostas pela metrópole e maior participação na vida política da colônia.
Porém, o rei inglês George III não aceitou as propostas do congresso, muito pelo contrário, adotou mais medidas controladoras e restritivas como, por exemplo, as Leis Intoleráveis. Uma destas leis, conhecida como Lei do Aquartelamento, dizia que todo colono norte-americano era obrigado a fornecer moradia, alimento e transporte para os soldados ingleses. As Leis Intoleráveis geraram muita revolta na colônia, influenciando diretamente no processo de independência.
Em 1776, os colonos se reuniram no segundo congresso com o objetivo maior de conquistar a independência. Durante o congresso, Thomas Jefferson redigiu a Declaração de Independência dos Estados Unidos da América. Porém, a Inglaterra não aceitou a independência de suas colônias e declarou guerra. A Guerra de Independência, que ocorreu entre 1776 e 1783, foi vencida pelos Estados Unidos com o apoio da França e da Espanha.



O folheto REMANESCENTE DISPERSO.

"Foi em março de 1844 que cerca de quarenta pessoas começaram a observar o Sábado em Washington e New Hampshire nos Estados Unidos.  Ali alguns pastores Adventistas conheceram a verdade do Sábado nesse mesmo ano. Um deles, T. M. Preble, foi o primeiro que comunicou a verdade da guarda do Sábado como dia de repouso, por meio da imprensa, aos Adventistas. No ano seguinte um artigo de Preble sobre o Sábado é escrito em East Weare, New Hampshire e datado de 13 de fevereiro de 1845, e em Portland, Maine, atraiu a atenção de Joseph Bates. Em 8 de abril de 1846 foi publicado o primeiro documento escrito por uma pessoa relacionada com esta denominação e se dirigia ao “remanescente disperso”. Este documento foi escrito por Ellen G. Harmon. Foram impressos 250 exemplares custeados por Thiago White e H. S. Gurney. Com a data de 8 de maio de 1846,  Joseph Bates publicou o primeiro panfleto intitulado The Opening Heavens (Os Céus se Abrem). Tinha 40 páginas. Em agosto,  Joseph Bates publicou um panfleto de 48 páginas, intitulado The Seventh Day Sabbath, a Perpetual Sign (O Sábado do Sétimo Dia, um Sinal Perpétuo), acerca do qual Thiago White disse na Review and Herald, vol. 2 p. 61: “Confirmou-nos acerca do tema”. “No outono de 1846 começamos a observar o Sábado bíblico, assim como a ensiná-lo e entendê-lo” (Ellen G. White, Testimonies for the Church, vol. 1, p. 75). 
Foi inaugurada The Review and Herald Seventh-day Adventist Editorial Association (Associação Editorial Adventista do Sétimo Dia Review and Herald) em 3 de maio de 1861. E neste ano pela primeira vez foram nossas Igrejas formalmente organizadas. A Associação de Michigan foi a primeira a ser organizada no dia 5 de outubro.
A Associação de Michigan foi a primeira a estabelecer um sistema regular de pagamento para os pastores, cujos salários eram fixados por uma comissão examinadora de contas em 1862.
No ano seguinte, organizou-se a Associação Geral do Adventistas do Sétimo Dia, a 21 de maio, com a presença de 20 delegados de seis associações, e foi nomeada uma junta executiva de três membros.
Foi em 1864 que o governo norte-americano reconheceu os Adventistas do Sétimo Dia como não combatentes, e os designa aos serviços dos hospitais durante a guerra civil. "
http://www.adventistastatuape.org/histoacuteria-mundial.html
1846 Foi a saída impressa para o movimento Adventista do Sétimo Dia, se assim podemos dizer. Anteriormente estes se encaixava mais em um movimento Adventista do primeiro dia da semana. Os ajustes da doutrina e organização "Adventista do Sétimo dia" se desenrolaram gradualmente com o passar dos anos. 
Muitas pessoas deixam de acreditar em Deus, pois, imaginam que Ele esta ausente dos acontecimentos deste Mundo.  
Este espaço visa apresentar, não através da evangelização tradicional, mas das medidas da história, que Deus esta no controle de tudo, estas medidas  apontam para  um Deus que esta acima de tudo e de todos.

Todas as matérias postadas neste espaço, são de pesquisas ainda inacabadas, podendo passar por revisões, ou acréscimos no tempo devido. 

Agradeço a todos. 

Contato; jjcordeluz@hotmail.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço desde já pelo seu comentário, positivo ou critico.