segunda-feira, 16 de setembro de 2019

722 ANOS DE HISTÓRIA MEDIDAS DA HISTÓRIA.



ECLESIASTES 7:10
"Nunca digas: Por que foram os dias passados melhores do que estes? Porque não provém da sabedoria esta pergunta. "

Quando olhamos ao passado, temos a tendencia de acreditar que no passado as coisas foram melhores. Ainda que isto seja verdade em alguns casos, o dia de hoje é uma oportunidade que não devemos desperdiçar. As medidas repetidas da história não deixará de se repetir, de uma forma ou outra, a vida continua. Alguns reinos caem, enquanto outros se reerguem, Assim é com todas as formas de autoridade, não importa se esta é eclesiástica ou civil.

Hoje irei falar sobre quedas e ressurgimento de movimentos que elevaram ou diminuíram o poder de alguns poderes no Mundo.

A medida escolhida para esta matéria é 722 anos.

No ano 722 antes de Cristo o reino do norte (de Israel ) cai nas mãos dos Assirios ficando somente o reino do Sul  (Judá). Como disse antes este reino caiu 722 antes de Cristo. Então temos uma saída e uma entrada.

No ano 722 antes de Cristo teve a queda do reino de Samaria. Depois da morte de Salomão, em cerca de 930 a.C., dez tribos do norte separaram-se e formaram o reino de Israel, também conhecido como reino da Samaria, devido ao nome da cidade que se tornou a sua capital (Samaria).  Este reino tornou-se vizinho e por vezes rival do reino do Sul, o reino de Judá.
Em 722 a.C. a saber o rei Salmaneser, os assírios conquistaram o reino de Israel, que transformaram numa província do seu império. O reino de Judá aceitou submeter-se à soberania dos assírios como estado vassalo, tendo por isso sobrevivido mais algum tempo.

Pelágio, reidas Astúrias, inicia o movimento de reconquista cristã. Mais ou menos no início do oitavo século depois de Cristo , por volta do ano 711, a Península Ibérica foi invadida por hordas de muçulmanos , comandadas por Tarik ibn-Ziyad, o que levou os visigodos cristãos que viviam na Ibéria a recuar para norte, principalmente para as Astúrias que, pelas suas características de altas montanhas escarpadas, colocava grandes dificuldades ao domínio muçulmano. O período entre os anos 711 e 1492 , foi palco da recristianização da região, ocorrendo ,por isso, longo processo de lutas contra os muçulmanos, É durante esta fase que se dá o aparecimento do Reino de Portugal e de diversos outros na Península Ibérica. Chamamos Reconquista Cristã ao movimento cristão que visava à recuperação pelos Visigodos cristãos das terras perdidas para o islamismo . Em 718, D. Pelágio reuniu um grupo de seguidores e iniciou a resistência ao invasor islamita, inicialmente com escaramuças contra pequenos destacamentos militares das povoações e, mais tarde, em luta aberta.
Em 722, o Wali Ambasa enviou um grande contingente militar contra os resistentes de Pelágio. Este acabou por vencer nas altas montanhas de Covadonga. Esta batalha (722) é considerada como o ponto de partida da reconquista cristã.  
https://wwwnovas.blogspot.com/2011/09/pelagio-e-reconquista-crista.html

Eu e você podemos notar que o ano 722 antes de Cristo, foi o fim do período do reino de Samaria. E o ano 722 depois de Cristo, foi a saída pra reconquista cristã das terras muçulmanas. Alguns acontecimentos da história marcam, uma saída, ou entrada, para um novo período na história. Estes acontecimentos não são idênticos em tudo, mas retratam, que as medidas da história tem um limite. Aqui neste espaço não viso apontar se estes eventos foram justos, mas sim apresentar que este Mundo não esta abandonado ao acaso. As saída para um grupo, ou povo, geralmente tem suas medidas.  Aqui neste espaço, tenho por base,  sempre apresentar varias medidas, ainda que nesta matéria destaco a medida de 722 anos.











Na data de 1444 depois de Cristo ouve um transformismo dogmático de Bessarion, era  a grande expedição militar das potencias europeias para evitar que Constantinopla caísse.
Então, um poderoso cinturão turco isolou Constantinopla do resto da cristandade. Após o fracasso da chamada Cruzada de Varna, realizada pelos húngaros em 1444, quando os exércitos cristãos que marchavam para ajudar Constantinopla foram derrotados pelo sultão na batalha de Varna, a cidade somente podia receber auxílio pelo mar. O que também não durou muito.
1444 – Batalha de Varna entre otomanos e uma cruzada cristã vencida pelos turcos.
1444 – 1 de setembro Murat II abdica do trono e investe Mehmet II seu filho de apenas 12 anos como novo chefe dos otomanos
http://sabordasespeciarias.com.br/especiarias-na-historia/cronologia-tomada-de-constantinopla/




A tentativa de evitar a queda de Constantinopla 1444 foi um golpe sentido pelos que desejavam esta cidade conservada para seus propósitos, e deixou lições, mostrando que as medidas da história não deixarão de se cumprir, seja por motivações humanas ou governamentais. Nada ocorre sem Deus permitir. Mas como já disse antes, nem sempre a permissão de Deus é a Sua vontade.


Agora vamos a linha do tempo abaixo.
No ano 34 depois de Cristo foi o fim para os 490 anos preditos na profecia do livro de Daniel 9:24 .. no qual este tempo estaria separado para o povo de Deus, e teve seu inicio no ano 457 antes de Cristo ao ano 34 depois de Cristo.
Assim podemos dizer que o ano 34 de nossa era, foi a entrada de um novo período do cristianismo judaico, segundo a profecia. Esta entrada do ano (34) mais 722 anos temos outra saída. E inquestionavelmente uma saída que nenhum ser humano que conheça a história poderia questionar.


Os Estados Papais eram formados por um aglomerado de territórios, basicamente no centro da península Itálica, que se mantiveram como um estado independente entre os anos de 756 e 1870, sob a direta autoridade civil dos Papas, e cuja capital era Roma.
Durante o pontificado do Papa Estêvão II, por volta de 756, que se originam os Estados Papais. A tutoria do Império Bizantino sobre Roma e sua sede pontifícia estava em declínio desde princípios do século VIII. O distanciamento em relação ao império do Oriente tornou-se cada vez mais patente e profundo, quase em autêntica ruptura, como quando o Papa Constantino I, enfrentando o imperador Filípico Bardanes, ao que titulou de herege, chegou a dirigir as suas armas contra o exarca bizantino.

Depois de toda a perseguição sofrida pelos cristãos católicos durante o Império Romano, a Igreja Católica conquistou seu espaço religioso e político na sociedade europeia. Gradativamente sua influência foi aumentando. Primeiro, recebeu a liberdade de culto. Depois, tornou-se a religião oficial do império. Quando este chegou ao fim, a Igreja Católica era a instituição mais influente e, por isso, se tornou a referência e detentora do maior poder durante o período conhecido como Idade Média. Nessa época, os católicos receberam do rei dos francos, Pepino, o Breve, um grande território no centro da Itália. Surgiam assim, em 756, os Estados Pontifícios que vigoraram até 1870.












Ao ganhar prestigio e as terras por favores, a Igreja iniciou um novo período de sua História. Agora os conflitos que já existiam com a Igreja de Constantinopla, se intensificou. Uma igreja dividida por território, levou Igreja do Vaticano mais mais para cima, pois sua sede era reconhecida pelas autoridades locais. Mais uma vez as medidas da história confirma, uma saída, e uma entrada, depois de suas medidas se confirmarem. Aqui quero afirmar novamente, as medidas não apontam o lado certo da história, mas, apresenta, que Deus tem Suas medidas, e que este Mundo não foi deixado a deriva, nem no passado, nem no tempo presente.

A Igreja Católica tem seus sempre teve conflitos internos, e agora vamos apresentar mais uma medida relacionado esta igreja. O ano 867 depois de Cristo, foi  o fim do Cisma de Fócio.

O cisma de Fócio é um termo utilizado para descrever a controvérsia que durou entre 863 e 867 entre a igreja de Constantinopla e a Igreja de Roma, liderada pelo papa.
O conflito foi precipitado pela dura oposição do papa Nicolau I (r. 858 - 867) à destituição do patriarca de Constantinopla Inácio e a ascensão de Fócio em seu lugar, a pedido do imperador bizantino Miguel III, o Ébrio. O escândalo foi enorme, pois Fócio era um leigo e um ferrenho defensor da autonomia da igreja oriental frente às determinações do bispo de Roma. O cisma perdurou até 867 d.C., quando Nicolau - após ter convocado um concílio em Constantinopla - morreu e Fócio foi deposto pela primeira vez quando Basílio I, o Macedônio subiu ao trono e desejava retomar as relações com o papado e com o imperador do ocidente.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cisma_de_F%C3%B3cio

Outra saída importante da igreja ocorreu no ano 1589 quando o patriarcado da Russia se torna independente.
"Em 1589, quando Job foi nomeado o primeiro Patriarca de Moscou, a Igreja Ortodoxa Russa se tornou independente do Patriarca de Constantinopla."
https://br.rbth.com/historia/81452-como-ideologia-mudou-seculos-russia

Bem não irei entrar em detalhes sobre esta saída, nem o que motivou este cisma, pois as politicas que levam ao reinicio, ou o fim de um período, não compete a mim apresentar em detalhes, uma vez que meu objetivo neste espaço é apesentar que quando a medida chega ao seu fim, Deus permite as saídas e entradas acontecerem.







Agora vamos apresentar outra medida, esta tem sua saída no ano de 1053 a 1054 quando ouve a cisão da Igrejas Católicas. Uma com a sede em Constantinopla outra em Roma. (Católica Ortodoxa e a Igreja Católica Romana). Estas se tornaram independentes uma da outra.
Ainda vamos ver na linha de tempo, uma saída para que a independência do  EUA se Concretizasse.

A Declaração de Independência dos Estados Unidos da América foi o documento no qual as chamadas Treze Colônias, localizadas na América do Norte, declararam independência da Grã-Bretanha. O texto, que trazia também as justificativas para o ato, foi ratificado pelo Segundo Congresso Continental em 4 de julho de 1776, na Pennsylvania State House (hoje, Independence Hall), na cidade de Filadélfia. 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Declara%C3%A7%C3%A3o_da_Independ%C3%AAncia_dos_Estados_Unidos
O ano de 756 foi a saída para Igreja de Roma, e para a independência da Igreja de Constantinopla, assim também o ano de 1776 foi a saída para a independência do EUA. 






Eu sei que Constantinopla e sua região, Roma e sua região, assim como EUA com sua região, tem seu conceitos diferentes, seja religioso, seja politico. Todas estas regiões são importantíssima no desfecho da história humana, e nas medidas da História.  
Você pode até duvidar de Deus e de Sua existência. Mas fechar os olhos as estas medidas, e imaginar que estas são coisa do acaso, ai é outra coisa. 
Outro dia um jovem me disse, eu não acredito na bíblia, pois o papel aceita tudo. Então eu  perguntei a ele; quem é seu pai? Assim ele me respondeu todo orgulhoso, e encheu seu pai de elogios, disse seu nome, falou sobre seu caráter, da forma que o criou, entre outras coisas . Então me voltei para ele e disse, "Não acredito que este é seu pai!" Então ele surpreso confuso apelou que tinha como provar. Então afirmei novamente; "Não acredito!" Então ele puxou seu documento e disse: "-vou provar agora!" Então eu disse a ele: , "não acredito em documentos, o papel aceita tudo!"
Ele ficou olhando espantado, como surpreso pela minha incredulidade. E disse:"- você é louco?"
Então ele me disse: "  ainda tenho como provar". Posso fazer o teste de DNA. então perguntei; " você vai apresenta-lo no papel o resultado?"
Ele ficou confuso por algum tempo, e eu disse a ele; "Você pode duvidar das evidencias de Deus, e eu duvidar que das evidencia que seu pai é seu pai; pelo fato de ser  escrito por um homem.  Mas isto não deixará de ser verdade!" Nem que Deus existe, nem que seu pai é na verdade seu pai.

Deus existe! Deixa muitas evidencias, seja na bíblia, seja no Seu DNA, seja na natureza, seja nas medidas da história, seja nos seres criados. 
Você sempre precisará de muita fé para não crer em Deus, assim como muita fé para crer nEle. Pense sobre isto.


Agora vamos a outras medidas.

Esta medida  do ano 1122 findou a disputas pela investiduras, e não irei falar sobre esta medida pois já apresentei a mesma em outras matérias. Havia um conflito entre o Estado e a Igreja, no qual, quem teria o direito Investir autoridades seculares e religiosa?

A entrada de 1844, quero apontar o fim da profecia dos 2300 anos de Daniel 8:14 conforme a interpretação dos Adventistas do Sétimo dia. Existe varias paginas onde você pode se tornar esclarecido quanto a esta profecia. Esta medida teve incio no ano 457 antes de Cristo e sua entrada em 1844. 
De 1844 em diante iniciou disputas entre os lideres protestantes e o grupo expulsos das igrejas que haviam proclamado a mensagem da volta de Jesus, e apontado e verdadeiro significado dos 2300 anos de purificação.
Este grupo de adventista, poderia se reunir separadamente mesmo depois de serem sido excluídos de sua comunidade protestante?  
Os adventistas muitas vezes dispersos em grupos, tinham confrontos teológicos se poderiam existir como igreja adorando separadamente das igrejas já organizadas. Na disputa em pauta era se este grupo poderia investir pastores para suas necessidades. Então ouve uma disputa entre igrejas já constituídas e as famílias  expulsas destas comunidades. Segundo as igrejas constituídas estes não poderiam impor as mão sobre novos pastores, sem a concordância dos pastores das dominações existentes. Na verdade uma disputa pela investidura, sacerdotal, a semelhança que ocorreu em 1122 com o Estado e a Igreja. 












Eu ainda poderia apontar a data de 1844 como saída para outros grupos religiosos como fiz em outras publicações. Mas somente a igreja Adventista, se encaixa perfeitamente segundo a apresentação da profecia de Daniel 8:14. E somente eles tem uma aplicação inteligente, e simples para explicar esta profecia.
Estes apresentam que os 2300 anos, estão lincados com os eventos sobre a obra de Cristo no santuário Celestial. Ou que esta medida apontava a entrada de Cristo assim como uma saída para inúmeros eventos no tempo do fim.

As medidas falam por si mesma.

Todas as matérias deste espaço podem passar por revisões, pois estas são fruto de pesquisas inacabadas, e que podem ter pontos, aqui e ali, que carecem ajustamentos.

jjcordeluz@hotmail.com






















domingo, 1 de setembro de 2019

DATAS E ÉPOCAS ESTABELECIDA PELO PAI.

A Deus pertence tudo. A Ele pertence o louvor da vitória. E todas as medidas e limites.

Atos 1:7
 Aqueles, pois, que se haviam reunido perguntaram-lhe, dizendo: Senhor, restaurarás tu neste tempo o reino a Israel?

Ele lhes afirmou: “Não vos compete saber as épocas ou as datas que o Pai estabeleceu por sua exclusiva autoridade."
Quando lançado a Jesus a pergunta sobre a restauração do reino de Israel, Ele respondeu que não competiria saber as épocas ou datas estabelecidas pelo Pai, para a restauração do Reino. Com isto estava Ele confirmando que havia um tempo definido para este fim, que somente ao Pai teria este conhecimento.

Deus sempre foi  organizado, e nunca o ser humano irá frustar Seus tempos, ou épocas definidas. Deus irá fazer cumprir todos os períodos de seu plano, e não tardará ou atrasará. Pode parecer estranho mas tanto no tempo de Noé,  como no tempo de Moisés, o tempo definido para a libertação foi de 120 anos.

"Então disse o SENHOR: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos."  (Gênesis 6 : 3)
"Era Moisés da idade de cento e vinte anos quando morreu; os seus olhos nunca se escureceram, nem perdeu o seu vigor."  (Deuteronômio 34 : 7)

Noé confiou em Deus e  sua família foi liberta e reiniciaram uma nova experiência aós o diluvio, conforme  as promessas de Deus. Assim foi na experiência de Moisés, os fez chegar a terra de Canaã, depois de completar os  cento e vinte anos de idade. Apesar de Moisés não entrar na terra, ele levou uma multidão conforme Deus lhe havia prometido.

Deus tem suas medidas para tudo neste mundo. Seja datas, ou épocas, pré definidas para tudo. Imagine você depois de muito trabalho e estudo alcance uma meta na sua vida, seja no aspecto espiritual, seja material. Como você se sente? 
É comum a humanidade apresentar que sua vitória veio de sua capacidade extraordinária ou de seu  trabalho. Seria isto uma verdade absoluta?  As medidas da história apresentam outra visão a este respeito.  Apresenta períodos no qual Deus retem os acontecimentos, com o objetivo de manter sustentar e guardar Sua Igreja, apresentam que tudo tem um limite, apresenta que  sem Deus nada podemos fazer.  

A Deus pertence tudo. A Ele pertence o louvor da vitória e todas as medidas e limites.

Daniel 2: 
20  Falou Daniel, dizendo: Seja bendito o nome de Deus de eternidade a eternidade, porque dele são a sabedoria e a força;
21  E ele muda os tempos e as estações; ele remove os reis e estabelece os reis; ele dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos entendidos.
22  Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz.
30  E a mim me foi revelado esse mistério, não porque haja em mim mais sabedoria que em todos os viventes, mas para que a interpretação se fizesse saber ao rei, e para que entendesses os pensamentos do teu coração.

São João 15:
5 porque sem mim nada podeis fazer.

Quando Deus estabelece Seus limites estas são uma benção para a humanidade.

"Estabeleceste todos os limites da terra; verão e inverno tu os formaste."  (Salmos 74 : 17)
"E de um só sangue fez toda a geração dos homens, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados, e os limites da sua habitação;"  (Atos 17 : 26)

Imagina se não existisse um limite para as estações? E se  as nações hoje não respeitassem Seus limites definidos? Imagina se Ele não fosse um ser organizado?






quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Guerra Árabe-Israelense de 1973. Medidas da história


Guerra Árabe-Israelense de 1973. Medidas da história.



Existe varias formas de apreender com a história religiosa no  Mundo. Uma delas é com suas medidas repetidas. Hoje falaremos sobre o período de 490 anos de história.

Depois da medida de 456-7 anos de história, alguns acontecimentos importantes se repetem. De  varias formas. A história do Judaísmo cristão podemos dizer que inciou de certa forma no ano 457 antes de Cristo, com a profecia do livro de Daniel. Pois o nascimento de Cristo se deu no tempo definido nesta profecia. Daniel 9:24-27
Jesus nasce depois de 456-7 anos depois do decreto de Atarxerxes para reconstrução de Jerusalém. Como apresenta a linha de tempo abaixo.

A Daniel  foi-lhe apresentado que após  a saída para reconstrução de Jerusalém  nasceria o messias entre outros eventos.  A forma de calculo para se chegar ao ano do nascimento de Jesus não irei apresentar neste espaço pois pretendo em no futuro apresentar somente este assunto;  como já mencionei anteriormente; no ano 457 antes do nascimento de Jesus teve a saída para a profecia que apontaria  o Seu nascimento e obra.














Novamente irei apresentar o período de 457 anos a 490 anos. Contudo esta linha de tempo se apresentará de forma rebatida, ou seja, invertida, como é de costume apresentar neste espaço. Para quem tem algum conhecimento de arquitetura,  terá melhor entendimento sobre o assunto, pois assim como as medidas de uma construção muitas vezes são rebatidas, a história das religiões também tem suas medidas estabelecidas por Deus inversamente.


O que teria a ver a guerra de Yon Kippur com a profecia de Daniel capitulo nove?

Nada tem esta profecia com esta medida, somente estou apresentando acontecimentos importantes posteriores dentro de um mesmo período.  Assim procuro apontar que não é por acaso que estes eventos ocorrem. Meu objetivo é apresentar que Deus esta no controle de todas as coisas e como podemos contemplar neste espaço.


A historia apresenta muitos reformas religiosas, que foram base para o progresso do cristianismo ou de seu retrocesso.
As linhas de tempo não são repetições exatas dos eventos, mas repetições onde se mostra uma saída ou final de períodos importantes dentro do quadro histórico do cristianismo.




A apresentação destas medidas deixa claro ao observador atento que estes eventos não são de forma nenhuma ocasionais. Tem um poder acima de todos estes limites. Nada ocorre por acaso.

Alguns chegaram a  Jesus e perguntaram: "Senhor tu restaurarás neste tempo o Reino de Israel?" E Jesus respondeu: "Não pertence a vós saber os tempo ou estações que o Pai pôs em sua própria autoridade".

Diferente que muitos supõem o reino de Deus teria  de passar por períodos de restruturação antes de realmente ser restaurado conforme a expectativa  de alguns na época de Jesus.
Haveria um tempo para esta restauração?
Jesus apresenta que não pertencia a eles saberem o tempo e as estações. Naturalmente este tempo existe, não somente para restauração em pauta, como também para períodos de restruturação do reino, antes da restauração propriamente dita como vimos, na linha de tempo anterior.

Mas a pergunta que seria;  o que tem haver uma guerra  Yon Kippur com a restruturação do cristianismo?

A resposta seria simples, para quem tem um pouco conhecimento a respeito da história, ou profecia. Mas mesmo que você nade entenda destes dois assuntos posso dizer com certeza. Tem muito haver. Assim como os acontecimentos registrados na história não estão desligadas totalmente da história de Israel, assim ocorre hoje entre o cristianismo e as ocorrências das nações. Assim como o decreto  Atarxerxes era uma ocorrência politica e religiosa que se tornou a saída para seu restabelecimento de Israel em Jerusalém; assim esta guerra apresentada aqui, foi uma saída para de restruturação de Israel. Todos que conhecem a história destes conflitos reconhecem que  esta nação sobreviveu por um milagre. Também foi importante para que hoje Israel tivesse sua parte na cidade de Jerusalém. 

  • Lutero inicia sua reforma  456-7 antes da guerra Árabe-Israelense de 1973.
  • Nasce Calvino  456 depois do Cisma de Photius 1053 e cisão ortodoxa. Esta medida já apresentada em publicações anteriores.


1484 
Lutero nasce em 1483 e Ulrico Zuínglio e nasce em 1484.
1484+33=1517+456+34=2007

História resumo:

Martinho Lutero nasceu em Eisleben (Alemanha) no dia 10 de novembro de 1483. Foi um teólogo, frade católico agostiniano, reformador religioso, e em cujos ensinamentos se inspirou a Reforma Protestante. Inaugurou a doutrina teológica e cultural denominada luteranismo e influenciou as demais tradições protestantes. Sua exortação para que a Igreja regressasse aos ensinamentos da Bíblia, e impulsionou a transformação do cristianismo e provocou a Contra Reforma. 
Lutero nasce em 1483 e Ulrico Zuínglio e nasce em 1484.

Guerra Árabe-Israelense de 1973.

Foi um conflito militar ocorrido de 6 de outubro a 26 de outubro de 1973, entre uma coalizão de estados árabes liderados por Egito e Síria contra Israel. O episódio começou com um ataque inesperado do Egito e Síria. Coincidindo com o dia do feriado judaico Yom Kippur, Egito e Síria cruzaram as linhas de cessar-fogo no Sinai e nas colinas do Golã, respectivamente, que vinham capturadas, por Israel, já em 1967 durante a Guerra dos Seis Dias.


__________________


1517+456=1973+34=2007
2007

REUNIFICAÇÃO DA IGREJA ORTODOXA RUSSA EM 2007. 



2007
CISMA IGREJA ORTODOXA DO BRASIL COM A ORTODOXA DE MOSCOU EM 2007.
A Igreja Ortodoxa Russa no Exílio está em plena comunhão com o Patriarcado de Moscou. Infelizmente as paróquias que ela tinha no Brasil entraram em cisma em 2007 por serem contra essa comunhão. Por isso, até que retornem, ou novas paróquias sejam criadas, estamos sem representações desta Igreja no Brasil até o momento.

FAREL E GENEBRA

"Farel havia muito desejara implantar as normas protestantes em Genebra. Se essa cidade pudesse ser ganha, seria um centro para a Reforma na Françana Suíça e na Itália. Com este objetivo diante de si, continuou com seus trabalhos até que foram ganhas muitas das cidades e aldeias circunjacentes. Então, com um único companheiro, entrou em Genebra.  Mas foi-lhe permitido pregar apenas dois sermões.  G.C. - Pag. 232


Ulrico Zuínglio, em alemão HuldreychHuldreich ou Ulrich Zwingli (Wildhau Cantão de São Galo1º de janeiro de 1484 — Kappel am Albis10 de outubro de 1531), foi um teólogo suíço e principal líder da Reforma Protestante na Suíça.
Zuínglio foi o líder da reforma suíça e fundador das igrejas reformadas suíças. Independentemente de Martinho Lutero, que era doctor biblicus, Zuínglio chegou a conclusões semelhantes pelo estudo das escrituras do ponto de vista de um erudito humanista. Zuínglio não deixou uma igreja organizada, mas as suas doutrinas influenciaram as confissões calvinistas.




Ulrico Zuínglio e Lutero.


No dia 6 de outubro de 1973, tropas egípcias e sírias atacaram Israel. Em pleno feriado do Yom Kippur, estourava o quarto conflito armado do Oriente Médio, que ficou conhecido como "Guerra de Outubro".
Embora a maior parte das decisões das Nações Unidas ocorra em Nova York, cinco das agências especializadas da entidade estão na Suíça  (Genebra), o "quartel-general" europeu para questões de desenvolvimento e ajuda humanitária.

Assim como no passado Genebra é um lugar de refugio e desenvolvimento humanista, hoje segue o mesmo perfil.

No dia 24 de outubro de 1973, os combates terminaram. O Egito teve um total de 15 mil vítimas; a Síria, 3 mil e Israel, 770. A situação territorial estava mais confusa que antes. No final de 1973, foi convocada uma conferência de paz da ONU em Genebra, cujos dois encontros em nada resultaram.
Em difíceis negociações no quilômetro 101 da estrada Suez-Cairo, foi feito então um acordo de desentrelaçamento das tropas. No início de 1974, Israel retirava-se da margem ocidental do Canal de Suez.

Novamente Genebra, a cidade que Calvino fez dela uma capital do protestantismo, se torna um lugar centro de equilíbrio entre o conflito, hoje palestinos e israelenses. No passado a cidade foi uma fortaleza onde muitos daqueles que se sentiam perseguidos em outros lugares, buscavam a liberdade em Genebra, (Suíça). 
"Farel confiava em que houvesse encontrado em Calvino a pessoa que o pudesse assistir naquela obra. Em nome de Deus conjurou solenemente o jovem evangelista a que ficasse e ali trabalhasse. Calvino recuou, alarmado. Tímido e amante da paz, arreceava-se do contato com o espírito ousado, independente e mesmo violento daquele filho de Genebra. "
GC - Pag. 233

Esta é as medidas separadas para esta matéria. Espero que de alguma forma a história te apontou que nada acontece por acaso. E que apesar de seres humanos, acreditar estar no comando de suas vidas, na verdade, quem esta no controle de tudo é alguém maior, que tem todas as medidas de ontem e de hoje sob Seu controle.

Você não pode evitar que algumas medidas venham cumprir, o que você pode fazer, e evitar estar do lado errado da história, quando estas, se repetir novamente. 

Como já apresentei muitas vezes. Não importa qual seja o lugar  que estas ocupando na história da humanidade, você deve sempre estar do lado de Deus.

Que Deus te abençoe nisto sempre!

Contato/; jjcordeluz@hotmail.com

domingo, 9 de junho de 2019

NÚMERO 12 E SUAS MEDIDAS.

Temos muitas medidas na bíblia que se repetem com certa frequência. Assim como temos na história da humanidade. Como este este período não é muito extenso possivelmente você também pode ver que  a sua volta este período pode se repetir com certa frequência. O dia tem doze horas assim como a noite, e o ano tem doze meses.
Jesus respondeu: Não há doze horas no dia? Se alguém andar de dia, não tropeça, porque vê a luz deste mundo; João 11:9



 Este espaço não tem o compromisso de fazer uma aplicação para cada um destes números, sejam estes históricos, simbólicos ou proféticos. O objetivo deste espaço é apresentar que Deus tem suas medidas, e limites, e que a história ou medidas da história, não ocorrem ao acaso, todas as medidas apontam que Deus é um ser organizado em todos os sentidos, e que esta no controle do tempo e das vidas. Deus se importa com você, ainda que você não entenda tudo sobre Seus limites.

O número doze no mundo tecnológico de hoje também tem seus conceitos embasados em limites.

O método  pedagógico  moderno  confirma este principio:
"Doze é o número ideal para se alcançar resultados ótimos no ensino. Um professor alcançará melhores resultados e terá o limite máximo para colher resultados e produtividade se tiver uma classe com doze alunos".
Deus que organizou este Mundo entendia muito bem sobre aprendizado, totalidade, e crescimento. pense sobre isto.

Então vamos aos textos da bíblia.

OS PATRIARCAS: E  MEDIDA DOZE.
  • Ismael filho de Agar e Isaque filho de Sara, com o Pai Abraão. Isaque filho da promessa e Ismael filho da serva. Ambos tiveram doze descendentes que se tornaram uma única nação.  Gênesis 25:16
  • E quanto a Ismael, também te tenho ouvido; eis aqui o tenho abençoado, e fá-lo-ei frutificar, e fá-lo-ei multiplicar grandissimamente; doze príncipes gerará, e dele farei uma grande nação. Gênesis 17:20
  • Doze era os filhos de Jacó. Gênesis 35:22
  • Todas estas são as doze tribos de Israel; e isto é o que lhes falou seu pai quando os abençoou; a cada um deles abençoou segundo a sua bênção. Gênesis 49:28
  • Assim diz o Senhor DEUS: Este será o termo conforme o qual repartireis a terra em herança, segundo as doze tribos de Israel; José terá duas partes. Ezequiel 47:13
  • E deu-lhe a aliança da circuncisão; e assim gerou a Isaque, e o circuncidou ao oitavo dia; e Isaque a Jacó; e Jacó aos doze patriarcas. Atos 7:8
REIS QUE INICIAM SEUS REINADOS  NA MEDIDA DE 12 ANOS.
  • Onri reinou 12 anos I Reis 16:23 
  • Jorão reinou 12 anos  II Reis 3:1
  • Acazias - No ano doze de Jorão ..., começou a reinar Acazias II Reis 8:25
  • Manassés - doze anos de idade quando começou a reinar,    II Reis 21:1    II Crônicas 33:1
O SANTUÁRIO E O NÚMERO DOZE.
  • E formou duas colunas de cobre; a altura de cada coluna era de dezoito côvados, e um fio de doze côvados cercava cada uma das colunas.  I Reis 7:15
  • E firmava-se sobre doze bois, três que olhavam para o norte, e três que olhavam para o ocidente, e três que olhavam para o sul, e três que olhavam para o oriente; e o mar estava em cima deles, e todas as suas partes posteriores para o lado de dentro. I Reis 7:25
  • Também doze leões estavam ali sobre os seis degraus de ambos os lados; nunca se tinha feito obra semelhante em nenhum dos reinos. I Reis 10:20
  • E o mar estava posto sobre doze bois; três que olhavam para o norte, três que olhavam para o ocidente, três que olhavam para o sul e três que olhavam para o oriente; e o mar estava posto sobre eles; e as suas partes posteriores estavam todas para o lado de dentro. II Crônicas 4:4
  • Quanto às duas colunas, ao único mar, e aos doze bois de bronze, que estavam debaixo das bases, que fizera o rei Salomão para a casa do SENHOR, o peso do bronze de todos estes utensílios era incalculável. Jeremias 52:20

  • Quanto às colunas, a altura de cada uma era de dezoito côvados, e um fio de doze côvados a cercava; e era a sua espessura de quatro dedos, e era oca. Jeremias 52:21
  • NO décimo ano, no décimo mês, no dia doze do mês, veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Ezequiel 29:1
  • E o altar terá doze côvados de comprimento, e doze de largura, quadrado nos quatro lados. Ezequiel 43:16

MEDIDAS DE LUGARES.
  • Moisés escreveu todas as palavras do SENHOR, e levantou-se pela manhã de madrugada, e edificou um altar ao pé do monte, e doze monumentos, segundo as doze tribos de Israel;  Êxodo 24:4 
  • E doze leões estavam ali de ambos os lados, sobre os seis degraus; outro tal não se fez em nenhum reino. II Crônicas 9:19 (TRONO  DE SALOMÃO.)
  • Então vieram a Elim, e havia ali doze fontes de água e setenta palmeiras; e ali se acamparam junto das águas. Êxodo 15:27
  • E serão aquelas pedras segundo os nomes dos filhos de Israel, doze segundo os seus nomes; serão esculpidas como selos, cada uma com o seu nome, para as doze tribos. Êxodo 28:21
  • E trouxeram a sua oferta perante o SENHOR, seis carros cobertos, e doze bois; por dois príncipes um carro, e cada um deles um boi; e os apresentaram diante do tabernáculo. Números 7:3
  • Esta foi a consagração do altar, feita pelos príncipes de Israel, no dia em que foi ungido, doze pratos de prata, doze bacias de prata, doze colheres de ouro. Números 7:84
  • Doze colheres de ouro cheias de incenso, cada colher de dez siclos, segundo o siclo do santuário; todo o ouro das colheres foi de cento e vinte siclos; Números 7:86
  • Todos os animais para holocausto foram doze novilhos, doze carneiros, doze cordeiros de um ano, com a sua oferta de alimentos e doze bodes para expiação do pecado. Números 7:87
  • Também tomarás da flor de farinha, e dela cozerás doze pães; cada pão será de duas dízimas de um efa. Levítico 24:5
  • Depois, no segundo dia, doze novilhos, dois carneiros, catorze cordeiros de um ano, sem defeito; Números 29:17
  • Fala aos filhos de Israel, e toma deles uma vara para cada casa paterna de todos os seus príncipes, segundo as casas de seus pais, doze varas; e escreverás o nome de cada um sobre a sua vara. Números 17:2 Êxodo 39:14
  • Falou, pois, Moisés aos filhos de Israel; e todos os seus príncipes deram-lhe cada um uma vara, para cada príncipe uma vara, segundo as casas de seus pais, doze varas; e a vara de Arão estava entre as deles. Números 17:6

NÚMEROS E GRUPOS DE DOZE .
  • Assim foram dados, dos milhares de Israel, mil de cada tribo; doze mil armados para a peleja. Números 31:5
  • Isto me pareceu bem; de modo que de vós tomei doze homens, de cada tribo um homem. Deuteronômio 1:23
  • Tomai, pois, agora doze homens das tribos de Israel, de cada tribo um homem; Josué 3:12 Josué 4:2
  • Chamou, pois, Josué os doze homens, que escolhera dos filhos de Israel; de cada tribo um homem;  Josué 4:4
  • Aos filhos de Merari, segundo as suas famílias, da tribo de Rúben, e da tribo de Gade, e da tribo de Zebulom, doze cidades; Josué 21:7
  • Então a assembleia enviou para lá doze mil homens dos mais valentes, e lhes ordenou, dizendo: Ide, e ao fio da espada feri aos moradores de Jabes-Gileade, e às mulheres e aos meninos. Juízes 21:10
  • Então se levantaram, e passaram, em número de doze de Benjamim, da parte de Is-Bosete, filho de Saul, e doze dos servos de Davi. II Samuel 2:15
  • DISSE mais Aitofel a Absalão: Deixa-me escolher doze mil homens, e me levantarei, e perseguirei a Davi esta noite. II Samuel 17:1
  • E tinha Salomão doze oficiais sobre todo o Israel, que proviam ao rei e à sua casa; e cada um tinha que abastecê-lo por um mês no ano. I Reis 4:7
  • Também ajuntou Salomão carros e cavaleiros, de sorte que tinha mil e quatrocentos carros e doze mil cavaleiros; e os levou às cidades dos carros, e junto ao rei em Jerusalém. I Reis 10:26
  • E todos os que caíram aquele dia, assim homens como mulheres, foram doze mil, todos moradores de Ai. Josué 8:25
  • E Quefar-Amonai, e Ofni e Gaba: doze cidades e as suas aldeias; Josué 18:24
  • E Catate, Naalal, e Sinrom, e Idala, e Belém; doze cidades e as suas aldeias. Josué 19:15
  • Vendo, pois, os filhos de Amom que se tinham feito abomináveis para com Davi, enviaram os filhos de Amom, e alugaram dos sírios de Bete-Reobe e dos sírios de Zobá vinte mil homens de pé, e do rei de Maaca mil homens e dos homens de Tobe doze mil homens. Josué 19:15
  • Tinha também Salomão quarenta mil estrebarias de cavalos para os seus carros, e doze mil cavaleiros. I Reis 4:26
  • Então separei doze dos chefes dos sacerdotes: Serebias, Hasabias, e com eles dez dos seus irmãos. Esdras 8:24
LUGARES E EVENTOS LIGADO A MEDIDA DOZE.
  • Então vieram a Elim, e havia ali doze fontes de água e setenta palmeiras; e ali se acamparam junto das águas. Êxodo 15:27 Números 33:9
  • Fizeram, pois, os filhos de Israel assim como Josué tinha ordenado, e levantaram doze pedras do meio do Jordão como o SENHOR dissera a Josué, segundo o número das tribos dos filhos de Israel; e levaram-nas consigo ao alojamento, e as depositaram ali. Josué 4:8
  • Levantou Josué também doze pedras no meio do Jordão, no lugar onde estiveram parados os pés dos sacerdotes, que levavam a arca da aliança; e ali estão até ao dia de hoje. Josué 4:9
  • E as doze pedras, que tinham tomado do Jordão, levantou-as Josué em Gilgal. Josué 4:20
  • Todas estas cidades foram dos filhos de Merari, segundo as suas famílias, que ainda restavam das famílias, dos levitas; e foi a sua sorte doze cidades. Josué 21:40
  • E, chegando a vez de cada moça, para vir ao rei Assuero, depois que fora feito a ela segundo a lei das mulheres, por doze meses ( porque assim se cumpriam os dias das suas purificações, seis meses com óleo de mirra, e seis meses com especiarias, e com as coisas para a purificação das mulheres ), Ester 2:12
O MEDIDA DOZE COMO SINAL DE OPOSIÇÃO.
  • Chegando, pois, à sua casa, tomou um cutelo, e pegou na sua concubina, e a despedaçou com os seus ossos em doze partes; e enviou-as por todos os termos de Israel. Juízes 19:29
  • E Aías pegou na roupa nova que tinha sobre si, e a rasgou em doze pedaços. Reis 11:30

MEDIDAS DOZE E OS  PROFETAS.
  • E Elias tomou doze pedras, conforme ao número das tribos dos filhos de Jacó, ao qual veio a palavra do SENHOR, dizendo: Israel será o teu nome. I Reis 18:31
  •  Partiu, pois, Elias dali, e achou a Eliseu, filho de Safate, que andava lavrando com doze juntas de bois adiante dele, e ele estava com a duodécima; e Elias passou por ele, e lançou a sua capa sobre ele. I Reis 19:19

ANOS DIAS E MESES, E O NÚMERO DOZE.


  • E partimos do rio Aava, no dia doze do primeiro mês, para irmos a Jerusalém; e a mão do nosso Deus estava sobre nós, e livrou-nos da mão dos inimigos, e dos que nos armavam ciladas pelo caminho. Esdras 8:31

  • Também desde o dia em que me mandou que eu fosse seu governador na terra de Judá, desde o ano vinte, até ao ano trinta e dois do rei Artaxerxes, doze anos, nem eu nem meus irmãos comemos o pão do governador. Neemias 5:14


MILAGRES NO NOVO TESTAMENTO E O NÚMERO DOZE. 
  • E eis que uma mulher que havia já doze anos padecia de um fluxo de sangue, chegando por detrás dele, tocou a orla de sua roupa; Mateus 9:20
  • E certa mulher que, havia doze anos, tinha um fluxo de sangue, Marcos 5:25
  • E comeram todos, e saciaram-se; e levantaram dos pedaços, que sobejaram, doze alcofas cheias. Mateus 14:20 
  • E, CHAMANDO os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem, e para curarem toda a enfermidade e todo o mal. Mateus 10:1
  • E Jesus disse-lhes: Em verdade vos digo que vós, que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel. Mateus 19:28
  • Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai, e que ele não me daria mais de doze legiões de anjos? Mateus 26:53
  • E estes eram, ao todo, uns doze homens.  Atos 19:7  (Homens que recebem o Espirito Santo.)
  • Pois bem podes saber que não há mais de doze dias que subi a Jerusalém a adorar; Atos 24:11
  • À qual as nossas doze tribos esperam chegar, servindo a Deus continuamente, noite e dia. Por esta esperança, ó rei Agripa, eu sou acusado pelos judeus. Atos 26:7
  • E que foi visto por Cefas, e depois pelos doze. I Coríntios 15:5
  • O menino crescia ...  e foi a Jerusalém...  com doze anos. Lucas 2:42


PROFECIAS NO NOVO TESTAMENTO  E O NÚMERO DOZE.


  •  Da tribo de Judá, havia doze mil assinalados; da tribo de Rúben, doze mil assinalados; da tribo de Gade, doze mil assinalados; Apocalipse 7:5
  • Da tribo de Aser, doze mil assinalados; da tribo de Naftali, doze mil assinalados; da tribo de Manassés, doze mil assinalados; Apocalipse 7:6
  • Da tribo de Simeão, doze mil assinalados; da tribo de Levi, doze mil assinalados; da tribo de Issacar, doze mil assinalados; Apocalipse 7:7
  • Da tribo de Zebulom, doze mil assinalados; da tribo de José, doze mil assinalados; da tribo de Benjamim, doze mil assinalados. Apocalipse 7:8
  • E VIU-SE um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça. Apocalipse 12:1
  • E tinha um grande e alto muro com doze portas, e nas portas doze anjos, e nomes escritos sobre elas, que são os nomes das doze tribos dos filhos de Israel. Apocalipse 21:12  
  • E o muro da cidade tinha doze fundamentos, e neles os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro. Apocalipse 21:14
  • E a cidade estava situada em quadrado; e o seu comprimento era tanto como a sua largura. E mediu a cidade com a cana até doze mil estádios; e o seu comprimento, largura e altura eram iguais. Apocalipse 21:16
  • E as doze portas eram doze pérolas; cada uma das portas era uma pérola; e a praça da cidade de ouro puro, como vidro transparente. Apocalipse 21:2
  • No meio da sua praça, e de um e de outro lado do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a saúde das nações. Apocalipse 22:2
AS TRIBOS SORTEADAS E O NÚMERO DOZE.
  1. Os filhos de Merari, segundo as suas famílias, tiveram, por sorte, doze cidades da tribo de Rúben, e da tribo de Gade, e da tribo de Zebulom. I Crônicas 6:63
  2. Saiu, pois, a primeira sorte a Asafe, a saber a José; a segunda a Gedalias; e ele, e seus irmãos, e seus filhos, ao todo eram doze. I Crônicas 25:9
  3. A terceira a Zacur, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:10
  4. A quarta a Izri, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:11
  5. A quinta a Netanias, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:12
  6. A sexta a Buquias, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:12
  7. A sétima a Jesarela, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:14
  8. A oitava a Jesaías, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:14
  9. A nona a Matanias, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:14
  10. A décima a Simei, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:17
  11. A undécima a Azareel, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:18
  12. A duodécima a Hasabias, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:19
  13. A décima terceira a Subael, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:2
  14. A décima quarta a Matitias, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:21
  15. A décima quinta a Jeremote, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:22
  16. A décima sexta a Hananias, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:23
  17. A décima sétima a Josbecasa, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:24
  18. A décima oitava a Hanani, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:25
  19. A décima nona a Maloti, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:26
  20. A vigésima a Eliata, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:27
  21. A vigésima primeira a Hotir, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:28
  22. A vigésima segunda a Gidalti, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:29
  23. A vigésima terceira a Maaziote, seus filhos, e seus irmãos, doze.I Crônicas 25:30
  24. A vigésima quarta a Romanti-Ezer, seus filhos, e seus irmãos, doze. I Crônicas 25:31
Como vimos, é impossível acreditar que é  por  acaso estas medidas estar na bíblia sagrada. E não somente na bíblia, como também nos métodos educacionais, cientifico, tecnológico, e muitos outros. 
Pense nisto.
jjcordeluz@hotmail.com

terça-feira, 19 de março de 2019

HISTÓRIA DA IGREJA ADVENTISTA, EUA E AMÉRICA DO SUL.

MEDIDAS DA IGREJA ADVENTISTA , ESTADOS UNIDOS, E  DO BRASIL.

Quando falamos de uma nação importante precisamos falar de sua história religiosa. Como falar do judaísmo, sem falar da região de Jerusalém? Assim também não podemos falar do Adventismo sem falar dos Estado Unidos da América. Esta igreja teve um crescimento muito grande em todos os países onde se instalou um missionário. Surge no Brasil quando chega alguma literatura Adventista na língua  Alemã. Já falei sobre isto em outra publicação. 
Mas meu objetivo neste espaço, não seria apresentar toda história dos Estado Unidos da América, assim como não é meu objetivo apresentar toda história do Adventismo no Mundo. 
Este espaço tem o compromisso com o leitor em apresentar as medidas da história que se repetem no decorrer da história, e naturalmente falaremos de algumas medidas da Igreja Adventista, e um pouco de seu progresso no Mundo. 

A medida escolhida neste dia é de 70 anos
Como já disse antes, Deus estabeleceu medidas, para tudo. Jó 38:05 "Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel?"

Não e´novidade á ninguém que o cristianismo judaico em Jerusalém (Igreja primitiva),  em setenta anos criaram uma organização base da Igreja, antes da cidade ser destruída pelos Romanos, no ano 70 de nossa era. Assim eu escolhi a medida de 70 anos para apresentar que não foi diferente com a Igreja Adventista do Sétimo dia, conforme você pode notar nas medidas mais  abaixo. 
Devemos lembrar também que a igreja cristã primitiva teve uma experiência diferente após o ano 70 com a destruição do templo. Assim como a igreja Adventista teve uma experiência diferente após o ano de 1914. Estas medidas  já apresentadas neste espaço, em varias postagens anteriores
https://adventmedidas.blogspot.com/2018/06/medidas-da-historia-e-seu-juizo.html
https://adventmedidas.blogspot.com/2017/06/medidas-da-historia-adventista-do.html

Quero fazer uma comparação simples, assim como existia as  "Cidades de refugio" em Israel, assim os Estados Unidos da América foi um lugar de refugio nos períodos em que faltou liberdade religiosa em outras regiões do Mundo. 
Assim como Jerusalém se tornou o centro da obra cristã a principio, assim também o EUA se tornou o centro da obra  Adventista no Mundo.
Assim como a destruição do templo desvinculou-se os primeiros cristãos da cidade de Jerusalém de forma mais ampla, assim também os Estados Unidos da América favoreceu grandemente o avanço do evangelho com sua Independência. Uma vez que na sua primeira constituição favorecia a liberdade religiosa.
Devemos lembrar que mesmo o Brasil foi influenciado pela atitude dos Estados Unidos da América ao buscar sua independência, levando o Brasil buscar de mesma forma a sua independência.
"A Independência americana teve influência direta sobre as demais lutas no continente americano, pela libertação colonial, sendo que até o início do século XIX (anos 1800), vários movimentos semelhantes ocorreram na região.
Como consequência, a Independência americana também foi responsável por dar o empurrão que acabaria com o sistema colonial nas Américas
."


Para aqueles que acompanham minhas postagens, não é novidade eu iniciar minhas linhas de tempo do ano 1053-1054, e hoje não será diferente. E também não é novidade a ninguém que meu objetivo neste espaço é apresentar que Deus, não o homem, esta no controle de tudo. Não importa quem esta na linha do poder, nada foge ao controle de Deus. Você poderá ver algumas medidas sobre a Igreja Adventista, e os EUA na linha do tempo abaixo.

Em 1774 os colonos se reúnem com objetivo de buscar solução para um empasse, setenta anos depois terminaria o maior período profético apresentado na Bíblia sagrada, os 2300 anos, (457 AC a 1844 DC)

Mas para quem deseja saber um pouco da história da Igreja Adventista Do Sétimo Dia basta fazer a busca na internet. 

https://www.adventistas.org/pt/institucional/os-adventistas/historia-da-igreja-adventista/historia-na-america-do-sul/

https://iasdmeier.webnode.com.br/nossa-historia/ordem-cronologica-da-iasd/

http://www.centrowhite.org.br/iasd/desenvolvimento-cronologico-da-iasd-no-mundo/




1054+722=1776  1776+70=1846  1846+70=1916
1774+70=1844


Primeiro Congresso  e Segundo Congresso da Filadélfia.

Os colonos do norte resolveram promover, no ano de 1774, um congresso para tomarem medidas diante de tudo que estava acontecendo. Este congresso não tinha caráter separatista, pois pretendia apenas retomar a situação anterior. Queriam o fim das medidas restritivas impostas pela metrópole e maior participação na vida política da colônia.
Porém, o rei inglês George III não aceitou as propostas do congresso, muito pelo contrário, adotou mais medidas controladoras e restritivas como, por exemplo, as Leis Intoleráveis. Uma destas leis, conhecida como Lei do Aquartelamento, dizia que todo colono norte-americano era obrigado a fornecer moradia, alimento e transporte para os soldados ingleses. As Leis Intoleráveis geraram muita revolta na colônia, influenciando diretamente no processo de independência.
Em 1776, os colonos se reuniram no segundo congresso com o objetivo maior de conquistar a independência. Durante o congresso, Thomas Jefferson redigiu a Declaração de Independência dos Estados Unidos da América. Porém, a Inglaterra não aceitou a independência de suas colônias e declarou guerra. A Guerra de Independência, que ocorreu entre 1776 e 1783, foi vencida pelos Estados Unidos com o apoio da França e da Espanha.



O folheto REMANESCENTE DISPERSO.

"Foi em março de 1844 que cerca de quarenta pessoas começaram a observar o Sábado em Washington e New Hampshire nos Estados Unidos.  Ali alguns pastores Adventistas conheceram a verdade do Sábado nesse mesmo ano. Um deles, T. M. Preble, foi o primeiro que comunicou a verdade da guarda do Sábado como dia de repouso, por meio da imprensa, aos Adventistas. No ano seguinte um artigo de Preble sobre o Sábado é escrito em East Weare, New Hampshire e datado de 13 de fevereiro de 1845, e em Portland, Maine, atraiu a atenção de Joseph Bates. Em 8 de abril de 1846 foi publicado o primeiro documento escrito por uma pessoa relacionada com esta denominação e se dirigia ao “remanescente disperso”. Este documento foi escrito por Ellen G. Harmon. Foram impressos 250 exemplares custeados por Thiago White e H. S. Gurney. Com a data de 8 de maio de 1846,  Joseph Bates publicou o primeiro panfleto intitulado The Opening Heavens (Os Céus se Abrem). Tinha 40 páginas. Em agosto,  Joseph Bates publicou um panfleto de 48 páginas, intitulado The Seventh Day Sabbath, a Perpetual Sign (O Sábado do Sétimo Dia, um Sinal Perpétuo), acerca do qual Thiago White disse na Review and Herald, vol. 2 p. 61: “Confirmou-nos acerca do tema”. “No outono de 1846 começamos a observar o Sábado bíblico, assim como a ensiná-lo e entendê-lo” (Ellen G. White, Testimonies for the Church, vol. 1, p. 75). 
Foi inaugurada The Review and Herald Seventh-day Adventist Editorial Association (Associação Editorial Adventista do Sétimo Dia Review and Herald) em 3 de maio de 1861. E neste ano pela primeira vez foram nossas Igrejas formalmente organizadas. A Associação de Michigan foi a primeira a ser organizada no dia 5 de outubro.
A Associação de Michigan foi a primeira a estabelecer um sistema regular de pagamento para os pastores, cujos salários eram fixados por uma comissão examinadora de contas em 1862.
No ano seguinte, organizou-se a Associação Geral do Adventistas do Sétimo Dia, a 21 de maio, com a presença de 20 delegados de seis associações, e foi nomeada uma junta executiva de três membros.
Foi em 1864 que o governo norte-americano reconheceu os Adventistas do Sétimo Dia como não combatentes, e os designa aos serviços dos hospitais durante a guerra civil. "
http://www.adventistastatuape.org/histoacuteria-mundial.html
1846 Foi a saída impressa para o movimento Adventista do Sétimo Dia, se assim podemos dizer. Anteriormente estes se encaixava mais em um movimento Adventista do primeiro dia da semana. Os ajustes da doutrina e organização "Adventista do Sétimo dia" se desenrolaram gradualmente com o passar dos anos. 
Muitas pessoas deixam de acreditar em Deus, pois, imaginam que Ele esta ausente dos acontecimentos deste Mundo.  
Este espaço visa apresentar, não através da evangelização tradicional, mas das medidas da história, que Deus esta no controle de tudo, estas medidas  apontam para  um Deus que esta acima de tudo e de todos.

Todas as matérias postadas neste espaço, são de pesquisas ainda inacabadas, podendo passar por revisões, ou acréscimos no tempo devido. 

Agradeço a todos. 

Contato; jjcordeluz@hotmail.com


terça-feira, 5 de março de 2019

CONSTANTINOPLA ANO 1053

1053 ANOS DE HISTÓRIA.

A história aponta para um Deus que sabe todas as coisas, um Deus que limita a história do cristianismo e de outros grupos da humanidade. Nada ocorre por acaso, ou simplesmente por intrigas doutrinárias, ou sociais, ou  até mesmo por busca de poder, ainda que estes motivos estejam na pauta.  Muitos eventos que ocorrerão na história você não pode mudar, o que você pode na ocasião é estar do lado certo quando ocorrer. Deus não deseja que  coisas negativas ocorram, Deus não pode obrigar o certo, mas pode monitorar um grupo ou individuo, para que o prejuízo a causa de Deus seja o  menor possível. Deus não deseja que seu povo  passe por dificuldades, mas o permite para o bem destes.
Os conflitos existentes na experiência de um povo ou grupo, pode não ser agradável estuda-los , mas pode nos deixar lições.

O cristianismo começou a espalhar-se a partir de Jerusalém, e depois em todo o Oriente Médio, acabando por se tornar a religião oficial da Armênia em 301, da Etiópia em 325, da Geórgia em 337, e depois a Igreja estatal do Império Romano em 380. 

Tornando-se comum em toda a Europa na Idade Média, ela se expandiu em todo o Mundo durante a Era dos Descobrimentos. 

Hoje iremos ver um pouco das medidas de Deus no delinear da história das autoridades. Datas e medidas entre datas, no qual deixa lições. Você poderá notar que as medidas são semelhantes para os principais períodos da história.





Como podemos notar esta medidas apresentam lições, que Deus, e não o homem, esta no controle da história humana.
Cada data deste gráfico parece uma parede de separação entre um período e outro. As saídas podem ser contempladas como divisões de um ambiente. Estes ambientes são saídas, assim como entrada de um novo período, nunca como o fim. 

Não sabemos ao certo o que representa as entradas, apesar de entender que tudo tem uma saída. Quando Deus apresentou a saída para as 2300 tardes e manhãs do livro de Daniel, 9:25 "Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar, e para edificar a Jerusalém, até ao Messias, o Príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas; as ruas e o muro se reedificarão, mas em tempos angustiosos."  (Daniel 9 : 25) 
Esta medida de 490 anos estava limitado, ou separado para o povo Judeu, como a vinda do Messias, como também  apontava o juízo de purificação apos 2300 anos Daniel 8:14.  E ele me disse: "Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado."

Estes períodos estão inserido na mesma "saída", e teria uma "entrada", no final dos 2300 anos (a purificação do santuário Celestial). Ambos os períodos são períodos de Juízo, tanto o período de 490 anos "separados" como 2300 anos apontado para a purificação. 
 Ambos os períodos estão alinhados com a mensagem do santuário e têm uma mesma saída.  No livro de Ezequiel diz Deus: Ezequiel 43:11  "E, envergonhando-se eles de tudo quanto fizeram, faze-lhes saber a forma desta casa, e a sua figura, e as "suas saídas", e as "suas entradas", e todas as suas formas, e todos os seus estatutos, todas as suas formas, e todas as suas leis; e escreve isto aos seus olhos, para que guardem toda a sua forma, e todos os seus estatutos, e os cumpram."

Quando iniciou a profecia dos 490 anos, 457 antes de Cristo, foi a saída, mas a entrada para a purificação do santuário foi em 1844 depois de Cristo. Se você não entende esta profecia entre em uma  pagina da Igreja Adventista do Sétimo dia e  confira seus cálculos e figuras. 
Ai esta link para quem desejar entender um pouco mais sobre o assunto. https://www.youtube.com/watch?v=YsHU7AfxopY

Este templo apresentado no livro de Ezequiel tem muitas saídas, assim como muitas entradas, mas uma coisa ele tem em comum, tem medidas semelhantes para alguns  ambientes.
Assim ocorre com a história, tem saídas diferentes e são muitas, mas também tem seus períodos bem definidos e limitados.
Cada parte do santuário tinha em si uma representatividade, vou dar um  exemplo revelado. O átrio externo pertencia aos gentios, Apocalipse 11: 2  "E deixa o átrio que está fora do templo, e não o meças; porque foi dado às nações, e pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses." Ou seja 1260 anos. 
Assim como o átrio pertencia, ou foi separado  aos gentios, assim os outros compartimentos certamente também tem suas aplicações,  e pode representar um período especifico  da história, tanto  do passado, como no presente e futuro. 
Aqui apresento evidências do passado, assim como do presente, mas quanto ao futuro não pertence a nós. Mas podemos tirar lições importantes destas medidas do passado. Uma delas, é que Deus esta no controle de tudo, apesar que os homens tendem  a  acreditar que quem esta no controle das coisas são os finitos mortais, e  a história aponta para outra verdade. 
Existem muitas classes  que hoje estão no poder, que se firmaram no mesmo, pensando que  nunca cairão do seu pedestal de ilusões. Não sabem estes que já estamos em período de  juízo, não entendem o simbolismo de cada faze do juízo, e que respeitar a vontade, ou as leis de Deus, pode ser uma proteção no presente e no futuro. 

E, envergonhando-se eles de tudo quanto fizeramfaze-lhes saber a forma desta casa, e a sua figura, e as "suas saídas", e as "suas entradas", e todas as suas formas, e todos os seus estatutos, todas as suas formas, e todas as suas leis; e escreve isto aos seus olhos, para que guardem toda a sua forma, e todos os seus estatutos, e os cumpram." Ezequiel 43:11

Existe um condição básica para ter entendimento desta mensagem,"envergonhar" de seu sentimento de auto suficiência. 
Não existe saída para um ser humano presunçoso, a não ser que se humilhe perante Deus,  "Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;"  (Apocalipse 3 : 17)

As medidas da história, ou qualquer setor da vida pode te dar evidencias da necessidade de você mudar, mas você tem que dar seu passo, acreditar que ainda não tem nada, que tem muito para crescer, e buscar este crescimento em Deus, não nas saídas ou entradas. As saídas ou entradas da história humana, ou das profecias, não fará você apto para entender o principal destas medidas, mas dará a você oportunidade de se posicionar na vida do lado certo, ou de  arrepender de  ser presunçoso. O concelho hoje é "vigiai e orar".

Este espaço não é dedicado a sermões, mas a apresentar evidencias que Deus esta no controle de tudo, e que você pode entregar sua vida a Ele, e o restante Ele fará.   
Como vimos acima as datas tido como principais para muitos eventos da história religiosa, como civil, tem suas medidas rebatidas, ou em algumas situações medidas entre datas repetidas.


Um pouco de história.

1053
Quando Miguel Cerulário se tornou patriarca de Constantinopla, no ano de 1043, deu início a uma campanha contra as Igrejas latinas na cidade de Constantinopla, ordenando o fechamento de todas em 1053.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Grande_Cisma


869
cisma de Fócio é um termo utilizado para descrever a controvérsia que durou entre 863 e 867 entre a igreja de Constantinopla e a Igreja de Roma, liderada pelo papa
O concílio de 867 foi seguido pelo Concílio de Constantinopla de 869, que depôs Fócio e o excomungou, reinstalando Inácio


Muitas vezes costumo utilizar esta saída. Hoje irei apresentar um pouco do período de 1053 anos.

Quando Miguel Cerulário se tornou patriarca de Constantinopla, no ano de 1043, deu início a uma campanha contra as Igrejas latinas na cidade de Constantinopla, ordenando o fechamento de todas em 1053, envolvendo-se na discussão teológica da natureza do Espírito Santo, questão que viria a assumir uma grande importância nos séculos seguintes. Estes conflitos acabaram em uma cisão entre a Igreja de Constantinopla (Ortodoxos) com a Igreja de Romana, (Catolicismo Romano de Roma)
Como podemos notar abaixo na linha do tempo, 753 antes ocorreu um evento ou saída para a Igreja Armênia. A Armênia foi a primeira nação à adotar o cristianismo como religião oficial de Estado, em 301 depois de Cristo. Mas de 93% dos cristãos armênios pertencem à igreja Apostólica Armênia, uma forma de ortodoxia oriental.
Como podemos notar o final do Império Sacro Romano Germânico foi no ano 1806 ou seja 753 anos 
depois do ano 1053. 

1806
Oton  vence os Húngaros e recebeu  sua primeira sagração por proteger o papa João XII no ano 962 e nasce o Sacro Império Romano- Germânico QUE DURARIA ATÉ O ANO 1806

CONSTANTINOPLA 331 

Bizâncio foi, de 326 a 331, inteiramente reformada e preparada para ser a “nova Roma”.
(Igrejas latinas na cidade de Constantinopla, ordenando o fechamento de todas em 1053.)

301 
A Armênica foia a primeira nação à adotar o cristianismo como religião oficial de Estado, em 301. Mais de 93% dos cristãos armênios pertencem à Igreja Apostólica Armênia, uma forma de ortodoxia oriental. 

Em 1922 a Sociedade das Nações coloca a Palestina sob autoridade Britânica.
1922, saída de Mehmed VI, que foi o último sultão do Império Otomano.

869 – 8º CONCÍLIO ECUMÊNICO – Excomunhão de Fócio.
869+1053=1922 
 (No longo período que se inicia em 1453 e vai até 1922, Constantinopla foi a capital do Império Otomano.)

CONSTANTINOPLA 331
Bizâncio foi, de 326 a 331, inteiramente reformada e preparada para ser a “nova Roma”. Ao fim dessa preparação, foi renomeada, passando a se chamar Constantinopla, em homenagem ao imperador.
https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/historiageral/imperio-bizantino.htm

Etiópia 301

O cristianismo começou a espalhar-se a partir de Jerusalém, e depois em todo o Oriente Médio, acabando por se tornar a religião oficial da Armênia em 301, da Etiópia em 325, da Geórgia em 337, e depois a Igreja estatal do Império Romano em 380. Tornando-se comum em toda a Europa na Idade Média, ela se expandiu em todo o mundo durante a Era dos Descobrimentos.


CRESCIMENTO DAS IGREJAS EM CONSTANTINOPLA 331

Ano de 331 muitos templos romanos são desapropriados e passa a ser igrejas Católicas.

331    CONSTANTINO FUNDOU CONSTANTINOPLA

A transferência da capital de roma para Constantinopla No dia 11 de maio de 330, o imperador Constantino I tornou a cidade de Constantinopla a capital do Império Romano. Com o passar do tempo, a cidade cresceu territorialmente e em importância, sendo respeitada e cobiçada por vários povos. Até 395, permaneceu como capital do Império Romano, passando, então, a ser a capital do Império Bizantino. Em 1204, as forças da Quarta Cruzada capturaram a cidade e teve início a fase do Império Latino. Mas em 1261 passou ao comando de Miguel VIII Paleólogo, representante de Niceia. Novamente, a cidade de Constantinopla era a capital do Império Bizantino. Nesta fase, a cidade gozou de relativa tranquilidade e houve um grande crescimento da mesma. Era a capital da cristandade e a maior e mais rica cidade da Europa. Durante quase dois séculos serviu de capital aos bizantinos. Todavia, foi em 1453 que veio a grande derrota. No dia 29 de maio, o Constantinopla  tomou a cidade como capital e esta situação não mais se alterou. No longo período que se inicia em 1453 e vai até 1922, Constantinopla foi a capital do Império Otomano. Em 1923, foi criada a República da Turquia, que mudou sua capital de Constantinopla para Ancara, porém ainda mantendo o controle sobre a primeira. 
Em 331, Constantino encomendou a Eusébio cinquenta bíblias para a igreja de Constantinopla.


CISÃO DE 1053 -1054

Quando Miguel Cerulário se tornou patriarca de Constantinopla, no ano de 1043, deu início a uma campanha contra as Igrejas latinas na cidade de Constantinopla, ordenando o fechamento de todas em 1053, envolvendo-se na discussão teológica da natureza do Espírito Santo, questão que viria a assumir uma grande importância nos séculos seguintes.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Grande_Cisma
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cisma_de_F%C3%B3cio
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cisma_de_F%C3%B3cio

Conclusão:

Existem muitos outras postagens apresentando medidas sobre Constantinopla e Roma neste blog. O objetivo não é apresentar o futuro ou especulações sobre o mesmo, mas apresentar de forma diferente, se possível, que este Mundo não foi entregue ao acaso, mas que existe um Deus controlando os limites, conforme "os tempos e estações" para que cada evento se cumpra. Eu poderia apresentar este tema somente pautado na bíblia sagrada, mas existe um grupo de pessoas que  acredita mais nas evidências da história do que na palavra de Deus. Existe outros, que somente voltará para casa quando a história fazer o que a bíblia ainda não tem como fazer na vida destes. 
Estas medidas são cunhas que poderão traze-los de volta a bíblia. 
Assim como a musica prepara eleva, assim como a leitura da palavra prepara e eleva, assim como a natureza prepara e eleva, assim Deus,  prepara e eleva pessoas através das suas medidas em varias denominações,  para que sua entrega a Ele seja um ato de fé. 
Você subiria em um avião se soubesse que a pessoa não tem a qualificação para pilotar um avião
Muitos hoje esperam que eu e você mostre que Deus tem capacidade de controlar suas vidas até um Dia estar com Ele conforme as sua promessas.  Mas mesmo depois de encontrar um piloto qualificado, você não terá a garantia de que voará até seu destino, diferentemente será, se o piloto for Deus. 
Deus fará por nós, não somente por ser qualificado e organizado, mas fará por nós pois Ele é Deus, não homem. A evidencias da história nunca substituirá a fé,  confiar em Deus, sempre será um passo da fé. 

jjcordeluz@hotmail.com