sábado, 29 de setembro de 2018

MEDIDAS DA IGREJA E O ESTADO.


Tudo esta conforme as medidas de um Deus, mesmo a natureza esta limitada as medidas de Deus. Ao mar foi dito: "E disse: Até aqui virás, e não mais adiante, e aqui se parará o orgulho das tuas ondas?"  (Jó 38 : 11)

Vivemos em um mundo com suas medidas gravadas e limitadas por Deus. Este espaço visa apresentar que as autoridades seja civil ou religiosas não fazem o que querem ou intentam, antes do tempo de Deus. Nada acontece por acaso.  Se você ainda não tem certeza sobre este ponto veja esta publicação. 

CLÓVIS SE CASA COM UMA CATÓLICA.

As uniões matrimoniais sempre tiveram influência na história da igreja, contudo mesmos estes colaboraram ou dificultaram a pureza da igreja.
O Estado Pontifícios ou sua liderança tiveram alianças que lhe deram muita dor de cabeça, trouxe a igreja uma aparente evolução  e  gloria.   A igreja assim como o Estado sempre tiveram suas disputas.







No século XVII, após a ascensão de Napoleão Bonaparte e a eclosão das Guerras Napoleônicas, os Estados Pontifícios foram ocupados e extintos pela França, as revoltas do povo romano contra os franceses foram esmagadas e o Papa Pio VII preso em Savona e depois na França. Com o Congresso de Viena, os Estados Pontifícios foram recriados, e extintos novamente em 1870 por Vitor Emanuel II, no âmbito da unificação da Itália, iniciando-se a Questão Romana. No mesmo ano o Concílio Vaticano I proclamou o primado e infalibilidade papal como dogma.
Em resposta aos desafios sociais da Revolução Industrial, o Papa Leão XIII publicou a encíclica Rerum Novarum, estabelecendo a doutrina social da Igreja em que rejeitava o socialismo, mas que defendia a regulamentação das condições de trabalho, o estabelecimento de um salário mínimo e o direito dos trabalhadores de formar sindicatos. Em 1929, o Tratado de Latrão assinado entre a Itália e o papa Pio XI estabeleceu a independência do Vaticano, como cidade-estado soberano sob controle do papa, utilizada para apoiar sua independência política.[4]

https://pt.wikipedia.org/wiki/História_do_papado


Em 493, Clóvis I, rei dos francos, casou-se com Clotilde, princesa católica de Borgonha.  Mesmo permitindo que seus filhos fossem batizados, ele próprio hesitava abjurar “a fé dos seus ancestrais”. Mas ele viu também que a Igreja Católica Romana se tornaria “o grande poder eclesiástico do futuro”, e se defrontou com a questão básica: Deveria o seu grande poder político crescer “em aliança com esse outro poder ou em oposição a ele?”

À semelhança de Constantino, Clóvis começou a perceber “a força que ele ganharia se aceitasse o Cristianismo”,e, durante uma batalha com os alamanos, ele jurou aceitar o Deus de Clotilde e se tornar um cristão se saísse vitorioso. Em decorrência de sua vitória, ele foi batizado no dia de Natal de 496 “com três mil de seus soldados pelo Bispo Remígio de Reims” que proferiu na ocasião as conhecidas palavras: “Inclina a tua cabeça em humildade, ó sicambriano; adora o que havias queimado e queime o que havias adorado”.
http://www.centrowhite.org.br/pesquisa/artigos/a-importancia-das-datas-de-508-e-538-d-c-para-a-supremacia-papal/

1947 DECRETADO DIVISÃO DO ESTADO DA PALESTINA


A terra, no entanto, já era habitada, e a partir disso, foi então revigorada a criação de um Estado judeu na Palestina e, durante uma assembleia da ONU, no ano de 1947, foi decretado que a Palestina seria dividida em dois estados, sendo que um seria Judeu e outro Árabe. Em 1948, foi, finalmente, fundado o Estado de Israel de forma oficial. 
https://www.estudopratico.com.br/criacao-do-estado-de-israel/

Veja a semelhança.

O pai do Estado Islâmico foi o jordaniano Abu Musab Al-Zarqawi ,
em 1999 Zarqawi  fundou o estado Islâmico.

1947 + 52 = 1999




A organização terrorista Estado Islâmico (EI, proibida na Rússia), conhecida também como Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL, ou ISIL, na sigla em inglês) e Daesh (sigla EIIL em árabe), autoproclamou-se "califado mundial" em 29 de junho de 2014, tornando-se imediatamente uma ameaça explícita à comunidade internacional e sendo reconhecida como a ameaça principal por vários países e organismos internacionais. Porém, o grupo terrorista tem suas origens ainda em 1999, quando o jihadista da tendência salafita jordaniano Abu Musab al-Zarqawi fundou o grupo Jamaat al-Tawhid wal-Jihad. Depois da invasão norte-americana no Iraque em 2003, esta organização começou a fortalecer-se, até transformar-se, em 2006, no Estado Islâmico do Iraque. A ameaça representada por esta entidade foi reconhecida pelos serviços secretos dos EUA ainda naquela altura, mas reconhecida secretamente, e nada foi feito para contê-la. Como resultado, surgiu em 2013 o Estado Islâmico do Iraque e do Levante, que agora abrange territórios no Iraque e na Síria, mantendo a instabilidade e fomentando conflitos.
https://br.sputniknews.com/trend/estado_islamico_escalada_terror/?id=1621139&date=20150720T144200


Não tenho duvida que ainda que você conhece um pouco de Deus, você nunca mais será o mesmo depois de contemplar esta publicação. 

jjcordeluz@hotmail.com












Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço desde já pelo seu comentário, positivo ou critico.