quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Os construtores de Templos

Não pense você que a história não apresenta suas formas definidas para aparecer. Nada escapa aos olhos de Deus, Ele estabelece reinos e tira reinos, assim acaba direcionando seu povo em um lugar seguro.

Por mais difícil que seja sua vida hoje em decorrência de um governo, ou poder opressor, não pense que Deus perdeu o controle das coisas. Aproveite a oportunidade, testemunhe tenha coragem!

Hoje vamos falar sobre 457 anos de história.

Vamos direto ao ponto, eu não tenho o objetivo ser ou parecer um historiador, apenas desejo apresentar as medidas para que você mesmo pesquise por si só as maravilhas de Deus em controlar todas as coisas. Espero que gostem e que tenha mais convicção de que Deus controla tudo e por mais dificil possa parecer Ele esta atento nos detalhes de sua vida.

 Veja a sequencia, Atarxerxes notifica que deseja o restabelecimento de Israel em Jerusalém  (restauração da cidade), mais uma vez vemos israel saindo de um período de dificuldades (cativeiro babilônico) e iniciando um outro período. O esforço do povo em restaurar a cidade e suas fortificações foi muito mais difícil nos 49 anos após seu retorno a Jerusalém (457 - 408), mas é bem verdade que anos antes já havia um grupo se instalado na cidade de Jerusalém
A cidade que haveria de ser alvo da politica de Herodes em restaurar o templo por volta do ano 20-19 antes de Cristo, agora com o nascimento de Jesus se sente ameaçada politicamente com o rei dos judeus (Jesus). Após 408 anos, um conflito nasce entre dois poderes, temos Herodes temendo perder sua autoridade, ordenou  fossem mortos todos os meninos com menos de dois anos em Belém e nas redondezas. Alguns afirmam que de certa forma foram os primeiros a morrerem por causa de um propósito na história cristã.

 Vamos ver outra medida. 

Os exércitos muçulmanos invadiram o território em 634 d.C. e quatro anos mais tarde (638) o califa Omar conquistou Jerusalém. Durante o reinado de Abd el-Malik foi construída o Domo da Rocha (Mesquita de Omar).  Do inicio da construção (638) ao fim da  construção (691) foram 4 anos.
.



Para que Omar criasse o fundamento da sua crença, 49 anos depois de conquistar Jerusalém, Omar inicia um mesquita sobre as ruínas do templo de Herodes 687.  Assim como para o povo judeu iniciou um novo período após 457 a 408 assim o povo muçulmano iniciou seu novo período do ano 638-687 dentro de um prazo de 49 anos, dentro do estado que hoje dizemos ser Palestino.

Depois de 457 anos que os muçulmanos (Omar) conquista Jerusalém, inicia um novo período da história, onde o clero estabelecido em Constantinopla, pede ajuda ao clero de Roma para reconquistar Jerusalém das mão muçulmanas. 

Após o pedido de Urbano II (1095) ao líder máximo de Roma, incia-se as Cruzadas (1096-1099).


Depois de 408 anos o papa  Urbano II busca auxilio para que a Europa reconquista-se da cidade de Jerusalém. 


Cruzada Popular ou dos Mendigos (1096) 
Primeira Cruzada (1096 a 1099) á Cruzadas do Norte (1193 a 1316)

Alguns historiadores apresenta este período como a primeira Guerra mundial de (Cristão Europeus  x Muçulmanos) impulsionada pela igreja clero cristão.

Mas vamos a outra medida.

Antes de tudo note que, demos um voo de 457 anos, do período judaico, ao incio do cristianismo.
Depois demos outro do ano 638 ao ano 1095

E agora vamos aventurar do ano 707-756 anos em que apresentarei a relação entre cristão e muçulmanos.

Abd Al- Malik resolveu construir uma igreja exatamente onde estava a igreja de João Batista em Damasco, para que houvesse um acordo entre Malik e a igreja, resolveu construir uma nova igreja para os católicos em Damasco (707). Depois de 49 anos seria estabelecido o território do vaticano, 753-756, mas lembrando que, os 49 anos anteriores ao ano 756 foram cruciais para o estabelecimento do Estado do Vaticano.
Depois de 408 anos partindo do ano 756, ouve uma tentativa por parte de Henrique II, de abolir a autoridade judiciaria da igreja (1164 ) na constituição de Clarendon.

Este grande conflito entre o Rei Henrique II e o Arcebispo Thomas Becket que causou a morte trágica dele. Inicialmente, Becket recebeu a grande confiança do Rei Henrique II e defendeu o reinado, de influência da igreja. Mas quando ele foi nomeado como arcebispo de Cantuária em 1162, ele mudou radicalmente e começou insistir na supremacia de Papado e a independência da igreja, do reinado. Em 1164, O Rei Henrique II oficializou o acordo entre o reinado e a igreja, formulado pelo Henrique I, como a Constituição de Clarendon. Dentro desta Constituição, foram proibidos: apelo ao Papa e saída dos ministros ordenados ao exterior sem o consentimento do rei. Os ministros ordenados condenados na Corte Eclesiástica, devem ser julgados na Corte civil. Becket foi, naturalmente, contra esta Constituição e começou a luta entre Rei e Becket (esta constituição permaneceu até 1827)
http://www.dasp.org.br/codigos/historia/historia_reforma.htm


Henrique temia a crescente influência da igreja sobre o Estado, então tentou se opor ao crescente poder politico religioso.

Abd Al- Malik nesta ocasião (707 d.C.)  fez muito semelhante a Atarxerxes (457 a.C.), favoreceu a igreja mesmo tendo autoridade sobre todo território. Ele fez um acordo com as autoridades do clero, possibilitando a construção de uma nova igreja memorial á João Batista em Damasco.
A atitude de Henrique não desencadeou um conflito (1164) mas deu um sinal claro que havia  ainda um conflito entre o poder do Estado e  o poder Religioso, assim como havia um conflito mal resolvido entre judeus e romanos, e povo muçulmano nos períodos acima. Mas isto falarei em uma outra ocasião de forma mais clara. mas vou nomear.

  1. O imperador Henrique IV, que havia deposto o papa Gregório VII na dieta de Worms em 1076 e sido excomungado (iniciando a chamada luta pelas investiduras), obtém o perdão humilhando-se ao apresentar-se como penitente em no castelo de Canossa. Esta peregrinação a Canossa, representa o fim da primazia do Império sobre o Papado. }Isto antes do ano 1164.
  2. Guerras entre facções judaicas antes de Cristo, antes das mortes das crianças.
  3. Conflito também interno entre o catolicismo ortodoxo e romano, antes de 1095.


Nas três ocasiões

no nascimento de Cristo, 
no inicio das cruzadas 1095
na atitude de Henrique  1164

ou ainda no fim dos 49 anos

ano 408
ano 687
ano 756

e porque não comentar ainda 

ano 457
ano 638
ano 707

O que você vê de semelhante nos acontecimentos? O que teria de mais semelhante entres estes pontos iniciais ou finais de períodos?
Assim como você não encontra pessoas ainda que são gêmeas, que são totalmente iguais, não espere isto da história repetida em suas formas, culturas e períodos diferentes. Por mais que analise as mesmas histórias ou períodos, você somente encontrará, semelhanças, não igualdade, ou condições morais.

Logo estarei apresentando mais medidas repetidas sobre a rainha do Islã e do cristianismo e de tantos outros povos. "Constantinopla".

Tenha um bom dia!