domingo, 28 de junho de 2015

MEDIDAS DA HISTÓRIA CIÊNCIA OU DOUTRINA?

AS MEDIDAS COM IMAGENS DIFERENTES.


Os períodos semelhantes da história acaba deixando algumas pessoas confusas, normalmente são pessoas perfeccionistas, ou ainda, que tem pouco conhecimento a respeito do trato de Deus com a raça humana no decorrer dos séculos.
Hoje escreverei esta matéria diferente daquelas que você costuma encontrar aqui neste espaço. Apesar que eu sempre fui claro nos motivos de minhas pesquisas, temo que exista pessoas que não entendam meus objetivos. Esta matéria terá três tópicos:

  1. O porque pesquiso a história em medidas?
  2. O porque a história não é exatamente igual em seus por menores?
  3. Seria isto uma nova doutrina?
Quanto ao primeiro tópico: O porque pesquiso a história em medidas?



Qual seria o motivo das pesquisas da história e suas medidas?

O motivo é simples: por estas medidas apresentar que Deus esta no controle de tudo. A própria bíblia apresenta no livro de Deuteronômio 32:07 " Lembra dos dias da antiguidade, atenta para os anos de muitas gerações... ."
Não se trata aqui de uma invenção humana, o fato de comparar medidas ou períodos, e suas semelhanças. Mesmo no dia; a dia fazemos isto. E não somente os religiosos fazem isto, mas todas as pessoas não importa que tipo de profissional sejam estes.
Na geometria dois ângulos são congruentes quando são da mesma medida. Assim é em tudo que contemplamos em nosso dia; a dia. Comparamos o tamanho dos membros das pessoas, a geografia de um lugar, a qualidade de vida, enfim milhões de outros aspectos ligados a nossa vida.

Vou dar um exemplo clássico da História religiosa.

"Naquele dia Tiro será posta em esquecimento por setenta anos, conforme os dias de um rei; porém no fim de setenta anos Tiro cantará como uma prostituta". Isaias 23:15
"Estas nações terão de servir ao rei de Babilônia por setenta anos.” Jeremias 25:8-17, 22, 27



Para alguns, Babilônia teve um o período de  domínio de 70 anos, período em que a dinastia babilônica se jactava de ter erguido seu trono até mesmo acima das “estrelas de Deus”. (Isaías 14:13) Mas isto não quer dizer que Babilônia não dominou por mais anos, sobre os povos.
Temos também um cativeiro mais atual, foi o cativeiro do clero católico, de setenta anos, e mesmo nos corredores do Vaticano compara este período da história com o cativeiro babilônico.


Um editor da igreja Adventistas no Livro PRINCIPIO DE VIDA, comenta um paralelo de períodos em que foi separado para Israel 490 anos, do ano 1096 á 606 e do ano 457 à 33-4 de nossa era.
E por qual motivo estes fazem comparações? Por acreditar que de alguma forma Deus esta no controle da raça humana, seja religiosa ou não.



Segundo tópico: O porque a história não é exatamente igual em seus por menores?



Temos Tiro como uma nação pagam, Israel como uma nação escolhida, e o catolicismo como uma nação religiosa com traços cristãos.

O fato destes terem de certa forma levados sob o jugo de outros por 70 anos, não quer dizer que pertencem á mesma família. Estes não tinham a mesma cultura, apenas tinham características semelhantes.
Vivemos em um mundo com muitos ditados populares, como aquele que afirma; "Tal pai tal filho".
O fato de duas pessoas terem imagens semelhantes, não quer dizer com isto que são iguais nos mínimos detalhes, ou igual nas suas atitudes.
Assim é a história!
Não adianta você olhar para um período da história e querer ver igualdade,  mas similaridades isto você pode ver se quiser pesquisar.
Vamos a um exemplo: No livro PRINCIPIO DE VIDA DA CASA PUBLICADORA. Ali você encontrará o autor comparando um período de Israel com outro de Israel. Nesta comparação o autor você chega a conclusão que Deus de certa forma separou 490 anos tendo início do reinado de Saul 1096 antes de Cristo, ao inicio do cativeiro babilônico 606 antes de Cristo,  como um período separado para o Israel de Deus, depois ele apresenta do ano 457 antes de Cristo decreto de Atarxerxes,  à morte de Estevam como um outro período separado para este povo.
Ambos os períodos foram separados, mas longe do autor apresentar que são iguais na sua importância e detalhes históricos ou proféticos.

E é isto que eu busco mostrar nas matérias apresentadas neste espaço.



Terceiro tópico: Seria isto uma nova doutrina?



Bem como disse a principio, somente pessoas sem conhecimento histórico; neste ponto, poderia ver esta ciência como nova doutrina. Isto não pode ser uma nova doutrina, do contrário as revelações da arqueologia  também seria, ou ainda da ciência molecular, e muitas outras utilizada por pessoas equilibradas na igreja como princípios definidos e dirigidos por Deus.
Mesmo na bíblia e na história, encontramos evidencias de que isto sempre foi usado por pessoas fiéis  para apresentar de forma simples que Deus esta no controle. Em algumas bíblias encontramos relatos em seus comentários de períodos repetidos. Não é usual, compararmos o numero 7 apresentando o quanto este numero é significativo na bíblia? 

Não foi os profetas que apresentaram a vontade e juízos de Deus após períodos, ou durante períodos de 70 anos?
Não foi ordem de Moises inspirado por Deus que deveríamos lembrar não somente dos dias mas também dos anos?  "Lembra dos dias da antiguidade, atenta para os anos de muitas gerações... ".



Em todas as religiões existem pessoas que apresentam estes períodos como evidencias de que Deus esta no controle de tudo. E isto nunca foi e nunca será uma nova doutrina. Muitas vezes eu comparo a história repetida como medidas de uma templo, buscando apresentar que, assim como um templo tem seus limites de uma ponto ao outro, assim  as vezes ocorre com a história.




Falou Daniel, dizendo: "Seja bendito o nome de Deus de eternidade a eternidade, porque dele são a sabedoria e a força;
E ele muda os tempos e as estações; ele remove os reis e estabelece os reis; ele dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos entendidos.
Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz".

DANIEL 2:20-22